Dê uma olhadinha!! Dicas para sua vida Financeira, Familiar e Espiritual!

CLIQUE AQUI:

ATENÇÃO! Este Blog não é Oficial da Igreja Paz e Vida, Rádio Feliz 92,5FM ou da Rádio Vida 96,5FM. Nós divulgamos, noticiamos a qualquer veículo de comunicação que divulgue o Evangelho de Jesus! Saiba Quem Somos Clique Aqui

Hashtag - Robson Beraldo - Programação da Paz e Vida em 96,5FM no ano de 2012! 59 mil acessos!

Oh Deus de Abrão, Isaac e Israel Toda Honra e Glória seja dada a TI! Me dê condiçoes para continuar fazendo a obra de Deus!! E me dê muito dinheiro pra continuar fazendo a Tua obra! $$$100000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

“Amor à Vida” e os Evangélicos – As possíveis polêmicas de casais de homossexuais adotando crianças




Segundo o "povão" Novela sem polêmica é como bauru sem tomate ou Buchecha sem Claudinho, e por isso “Amor à Vida” já garantiu um punhado de assuntos delicados que serão debatidos por toda a sociedade brasileira pelos próximos meses. Chamam a atenção, inclusive, alguns temas frequentes nas novelas e que “Salve Jorge” preferiu deixar de lado, como o clichê assunto dos homossexuais. Vamos conferir o que “Amor à Vida” deve trazer de inquietante para nós.

Como já foi dito no parágrafo anterior e nos murais do Facebook de fanáticos religiosos, um dos assuntos mais importantes de “Amor à Vida” será a homossexualidade. Ao contrário das novelas chapa-branca que sempre se preocupam em colocar um personagem gay como bonzinho, Walcyr Carrasco chutou o balde do politicamente correto e criou Félix Khoury (Mateus Solano), um homossexual ambicioso e cruel.
Para ter uma noção do grau de maldade do indivíduo, logos nos primeiros capítulos ele jogará a sobrinha recém-nascida no lixo e frequentemente trairá sua esposa (sim, eu disse “esposA”) com rapazes. Eis que encontramos mais um assunto delicado, o da traição e o de pessoas que ficam “no armário” enganando seus parceiros com relações homossexuais extraconjugais.

Outra discussão interessante que Walcyr Carrasco pretende abordar é sobre a adoção de crianças por um casal de mesmo sexo. O assunto já foi abordado com bastante leveza em “Senhora do Destino”, quando Jennifer (Bárbara Borges) e Eleonora (Mylla Christie) adotaram um garoto negro encontrado em uma lixeira pela médica.
Deixando os assuntos LGBT de lado, “Amor à Vida” vai abordar o mundo dos evangélicos de uma forma bem única. Interpretada pela humorista Tatá Werneck, a periguete Valdirene começa a novela ambicionando engravidar de um jogador de futebol a todo custo. Enquanto sonha com a fama e dinheiro, a dura realidade se mostra através de sua mãe ex-chacrete e atual vendedora de cachorro quente do Centro. A vida da adorável e ambiciosa garota muda quando ela vira evangélica e passa pelo ritual das subcelebridades de transformação em cantora gospel.
Voltando às crianças, outra polêmica é a discussão sobre quem é o pai da criança, se é o de sangue ou quem cria. O debate surgirá quando Paloma (Paolla Oliveira) descobrirá que sua filha recém-nascida fora jogada no lixo e salvou-se graças ao médico Bruno (Malvino Salvador), que a criou como sua filha. Complicado, heim?
“Amor à Vida” (e todos esses temas) começa dia 20 de maio, às nove da noite.



Clique Aqui: Polêmica Novela Amor à Vida da Globo terá conversão de ‘periguete’ ao Evangelho


 

CLIQUE AQUI Exclusivo Abril e Maio 2013 Top 50 Musicas Gospel Mais Tocadas (Abril e Maio 2013) Todo o Brasil




CLIQUE AQUI FEVEREIRO E MARÇO Veja também TOP 50 GOSPEL Billboard Brasil 2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Dê uma olhadinha!!

Dicas para sua vida Financeira, Familiar e Espiritual!

CLIQUE AQUI: